Qual o projeto certo para estudar programação?

estudar programação

Ao iniciar a jornada de estudos sobre programação, livros, vídeos, tutoriais e dicas em sites são os principais recursos para aprender como desenvolver um sistema que realiza uma determinada tarefa. Mas, depois de dominarmos as ferramentas de uma linguagem ficamos sem a noção de como seguir aprendendo mais e desenvolvendo nossas habilidades. O que mais acrescentaria aos meus conhecimentos sobre programação? Devo buscar novas fontes de informação para aprender? Quais serão os meus próximos desafios?

É comum estarmos sem ideias de projetos que podemos criar para aprender mais sobre programação. Por isso, hoje vamos responder a seguinte pergunta do Eric Luz: “Que tipo de projeto posso utilizar para estudar?” 

Neste post, listamos três formas para continuar desenvolvendo aplicações e manter o seu ritmo de estudo em programação.

 

1) Faça um projeto social

A primeira forma de aprimorar seu aprendizado é procurar uma creche, asilo, orfanato ou uma instituição em prol dos animais e propor uma solução para determinado problema não resolvido. Além de colocar o desenvolvedor para usar suas ferramentas, esse exercício também provê algo bom para a sociedade. Alguns exemplos:

Vá a um orfanato próximo de sua casa, converse com os funcionários e veja se um sistema para organizar e administrar o estoque de mantimentos, utensílios, produtos de limpeza, brinquedos e doações seria útil;

Vá a um asilo e veja se eles precisam de uma aplicação para registrar e controlar as pessoas que visitam os idosos que moram ali;

Vá a uma ONG de proteção aos animais e veja se eles têm algum site ou meio de divulgar o seu trabalho.

Outro ponto muito importante é que você tem a chance de colocar o projeto “no ar” ou “em produção” para que seja realmente utilizado no dia a dia traga benefícios para os seus usuários.

 

2) Inspire-se em soluções do mercado

A segunda forma para manter seu ritmo de aprendizado é observar o mercado de soluções em TI e ver quais as aplicações poderiam ser replicadas. Um exemplo que temos no DevPleno é o MercadoDev, inspirado no Mercado Livre, mas implementado como uma versão reduzida utilizando o React para manter o foco nas funcionalidades de mostrar os dados do Firebase e fazer uploads de arquivos.

Uma dica de estudo que sempre mencionamos por aqui é “Poucas coisas novas ao mesmo tempo”. Os projetos criados no DevPleno possuem algumas funcionalidades, mas as restringimos para estudar cada aspecto de maneira focada, compreendê-la adequadamente e aplicar o conhecimento aprendido no código sem perder muito tempo. Dessa forma, garantimos que o projeto será finalizado, testado para verificar sua execução, alterado caso haja algo que não funcionou como o esperado e colocado em produção. Ao começar um projeto menor e terminar cada etapa aos poucos, sentimos a gratificação em concluir um sistema inspirado em algo que existe e funciona – o que nos motiva a estudar e aprender cada vez mais.

 

3) Crie um projeto de sua autoria

Não fique com vergonha de suas próprias ideias! Pegue aquela ideia esquecida na gaveta e coloque-a em prática. Lembre-se sempre de começar um projeto com poucas funcionalidades e (o que é mais importante) coloque em produção. Uma coisa muito interessante aqui no DevPleno é que as pessoas que estão acompanhando nossos minicursos gratuitos como o de Socket.IO, o de ReactJS e o Fullstack Academy, estão colocando no ar suas aplicações. Já vimos várias versões do MercadoDev, iRango, MinhasSéries rodando online, o que é fantástico!

Colocar o seu programa em produção é muito importante para você, desenvolvedor, porque ao disponibilizar suas aplicações em seu Github, por exemplo, um recrutador terá mais facilidade de avaliar o seu trabalho e saber se você é o profissional que ele procura para uma vaga de emprego. Além disso, você exercita como publicar os seus projetos.

 

Vem aí a segunda edição do Hands-on ReactJS, um evento totalmente ONLINE E GRATUITO para você colocar a mão na massa e aprender ReactJS na prática. Garanta sua vaga agora mesmo! Faça sua inscrição: