Preconceito com JS? Não preparado para corporativo?

PRECONCEITO COM JS

Hoje quero falar mais um pouco sobre o POO para JavaScript. Basicamente as últimas considerações sobre essa transição e o preconceito que o JavaScript enfrenta.

Por que isso acontece?

Principalmente porque o JavaScript já foi muito simples, mas estamos entrando em um mundo onde está sendo padronizado o JavaScript como linguagem front-end e isso é muito bom. Quando falamos do Servidor, também temos essa maturidade da linguagem, principalmente quando grandes empresas como Wallmart começaram a utilizar do javaScript.

Outra coisa que está quebrando essa barreira é o tooling, muitas das ferramentas que utilizamos hoje é construído com o NODE e baseado no NPM.

Mas o grande detalhe é, se você está vindo de JAVA, PHP ou qualquer outra linguagem, tente não ter esse preconceito do JavaScript. Não se leve pela simplicidade da linguagem porque ela é bem poderosa.

Uma vantagem do que eu vejo hoje e ajuda a quebrar o preconceito é que muitas empresas estão preferindo desenvolvedores JavaScript do que em outras stacks.

Um ponto que gostaria de deixar realçado é que o conceito de melhor, pior, certo e errado é muito relativo. Eu aprendi muito isso durante meu mestrado. Hoje eu acredito que algum paradigma mais funcional fica mais elegante dentro do JavaScript, mas é muito difícil colocar pontos. Quanto mais a gente conseguir pensar que essas ferramentas e o que a gente conhece, aumenta a nossa bagagem para saber o que é melhor ou pior naquela situação específica.

Deixe suas dúvidas e sugestões nos comentários. Curta o DevPleno no Facebook, se inscreva no canal no YouTube e cadastre seu e-mail para não perder as atualizações. Abraço!